terça-feira, 30 de agosto de 2011

Os dias andam tão iguais, a vida anda tão parada, sem nada de bom acontecer. É sempre aquele medo sufocante, aquela angústia incessante. Levantar da cama, vestir um sorriso, enfrentar o dia, as mesmas caras, as mesmas coisas, os mesmos modos e horários. Quem sabe um dia eu me encontre em um desses cantos da vida, e fique feliz em me ver. Chega até parecer loucura, mas quem sabe algum dia alguém me entenda. Sim, concordo que tudo depende de mim, mas eu desejo tanto a felicidade, por que não a tenho? Não acho que seja pelo fato de eu "não fazer nada", o que eu posso fazer além de querer? Correr, ir à luta? Faço isso todo dia -do meu modo- mas nunca nada é como eu quero. Há quem diz que "do meu modo" esteja errado, mas quem são eles para dizer o que é certo ou errado? Quem são eles para me julgar, para dizer o que eu sinto?

 Dizem que tudo tem seu tempo, concordo, mas por que tem que demorar tanto? Será que em algum dia da minha vida eu vou me sentir completamente feliz, me aceitar como eu sou? Não sei.

tão fácil viver sonhando, Enquanto isso a vida vai passando."   LS Jack

7 comentários:

  1. Não tem muito o que ensaiar, eu acho que os momentos felizes vêm de dentro, surgem simplesmente. Só temos que ser receptivos a eles.

    ;)

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Só passando para me desculpar pela escassez de postagens em Agosto no meu blog, o Escrevo para Viver.
    É que a faculdade e o trabalho têm tomado todo o meu tempo e ficou complicado postar.
    Mas agora estou de volta e vou me esforçar para manter atualizado.
    Te convido a dar uma passadinha por lá e ler a primeira postagem deste mês (Na cadeira do juiz): http://escrevoparaviver.blogspot.com/2011/09/na-cadeira-do-juiz.html
    Caso puder, deixe seu comentário ^^
    Abraços virtuais,
    Helena.

    ResponderExcluir
  3. tudo passa!
    tenha fé ;)



    >http://bruhworspite.blogspot.com/

    ResponderExcluir